Relogio

domingo, 7 de setembro de 2014

O FRUTO DA CARAMBOLA e suas curiosodades


Aspectos Gerais

caramboleira - Averrhoa carambola L., Dicotyledoneae, Oxalidaceae - é planta originária da Ásia Tropical (oeste da Malásia), encontrada na região tropical de ambos hemisférios; foi introduzida no Brasil pelo agrônomo francês Paul Germain (Pernambuco, 1817) e é cultivada em todo país menos em regiões frias ou sujeitas à geadas.
É árvore pequena, de ordinário com 3 a 5m. de altura, mas pode alcançar 8 a 9m., tem copa piramidal (jovem) e arredondada (adulta), folhas alternas com 2 a 5 folíolos, flores pequenas purpurinas ou amareladas dispostas em racimos.
O fruto é uma baga oblongo-oval, de colorido amarelo-claro, verde ou vermelho com 7 a 12cm. de comprimento, cinco gomos salientes; a polpa é abundante, sucosa e agridoce; cada lóculo pode conter 2-3 sementes pequenas, chatas, oblongas, marrons e pouco viáveis.
Existem tipos de caramboleira que produzem frutos ácidos e outros que produzem frutos doces.
Tipos há cujos frutos maduros tem cor verde, outros tem frutos maduros amarelo-claro e tipos com frutos maduros cor vermelha.

Usos da Caramboleira

A árvore é decorativa, ornamental; as folhas integram a farmacopeia indiana e as flores, ao natural, são aproveitadas em saladas.

O fruto

carambola - comestível quando maduro, é consumido fresco ou sob forma de compotas, geléias, vinhos, passa, doces; o suco da polpa é refrigerante saudável e tem uso medicinal no tratamento de febres, escoburto e desinteria.
O sumo do fruto - rico em acído oxálico - serve para tirar manchas de tintas, de ferrugem, e para limpar metais. Ainda o fruto é fonte de vitaminas A e C.
É comum em pomares e chácaras.

Composição por 100g. de polpa

29 calorias
30mg. de cálcio
11mg. de fósforo
2,9mg. de ferro
30mmg. Vit. A
0,04mg. Vit B1
0,02mg
35mg. de Vit. C.

Necessidades da Planta

caramboleira é fruteira de zona tropical, clima quente e úmido, não suporta frio e geadas. Requer temperatura média anual de 25ºC e chuvas acima de 1.000mm. anuais bem distribuídos, boa luminosidade (pelo menos 2.000 horas/luz/ano) e umidade relativa do ar em torno de 80%.
Embora medre em solos desde arenosos a argilosos a planta prefere solos areno-argilosos profundos, bem drenados, em terrenos planos a ligeiramente ondulados, não sujeitos a encharcamento e pH entre 6,0 e 6,5.

Propagação/Formação de Mudas

A propagação da caramboleira dá-se por sementes ou por enxertia ou alporquia.

Via sementes

As sementes devem ser sadias, vigorosas, de frutos isentos de doenças/pragas e provenientes de plantas precoces, produtivas e sadias.
O semeio é feito em canteiro (feito de barro e esterco curtido) onde as sementes são lançadas em sulcos paralelos espacejados de 10cm. ou em sacos de polietileno, com dimensões 18cm. x 30cm. e cheios com mistura 1:2:1 (barro:esterco:areia lavada) onde adiciona-se 2,5Kg. de superfosfato simples e 1Kg. de cloreto de potássio por m3 de mistura. Lança-se 3 a 5 sementes (1-2cm. de profundidade) por saco.
Quando mudinhas tiverem 5cm. de altura desbasta-se para uma, a mais vigorosa; 7 a 11 meses pós semeio, muda com 25cm. de altura estará apta ao plantio em local definitivo.
Via enxertia: os porta-enxertos (obtidos de sementes) devem ter o caule com 1cm. de diâmetro (0,6cm. a 1,3cm.), estarem em sacolas sob ripado; o método garfagem lateral embutida exige garfos retirados de ramos maduros também com 1cm. de diâmetro.

Plantio

Espaçamento para plantio varia de 4m. x 4m. a 6m. x 6m.; o plantio, em formato quadrangular, posse densidade de 625 a 277 plantas por hectare.
Covas devem ter dimensões mínimas de 40 cm. x 40 cm. x 40 cm.; na sua abertura separar a terra dos primeiros 15 cm. de altura; devem ser abertas 30 dias antes do plantio.
A adubação de fundação é feita colocando-se 300 gramas de calcário dolomítico e 20 l. de esterco de curral bem curtido no fundo da cova (na sua abertura) cobrindo-se com um pouco de terra.
Um pouco antes do plantio misturar 300 g. de superfosfato simples e 100 g. de cloreto de potássio à terra separada e lançar na cova.
Efetuar o plantio no início da estação chuvosa e em horas frescas do dia; retirar o saco, plantar e irrigar a cova com 15 litros de água.

Tratos Culturais

Em caso de falta de chuvas irrigar a cova, semanalmente, com 20 litros de água por 4 a 6 semanas.
Evitar concorrência de ervas daninhas com capinas e roçagens. Manter "coroamento" em torno da muda.
Podar ramos em número excessivo (dentro da copa), ramos secos e doentes, ao longo da vida da planta.
Adubação em cobertura: por planta/por vez/incorporada ao solo.
1º ano: 55 g. de ureia e 35 g. de cloreto de potássio no pegamento e final da estação chuvosa.
2º ano: 65 g. de ureia, 220 g. de superfosfato simples e 50 g. de cloreto de potássio no início e final das chuvas.
3º ano (diante): 120 g. de ureia, 300 g. de superfosfato simples e 70 g. de cloreto de potássio no início e fim da estação chuvosa.
OBS: no início da estação chuvosa pode-se aplicar 15 l. de esterco (2º ano) e 20 l. de esterco (3ºano) por cova, sob copa.
Manter mosca-das-frutas sob controle com pulverizações em cobertura total com fentiom 50 (Lebaycid - 100ml./100l. de água) ou com iscas tóxicas com inseticidas à base de malatiom (Malatol) ou triclorfom (Dipterex).

Colheita/Rendimento

Plantas oriundas de sementes iniciam frutificação a partir do 3º ano e enxertadas 2º ano. No 5º ou 6º ano a frutificação entra em escala comercial e permanece por 20 anos.
caramboleira por produzir/pé/ano de 1.000 a 2.000 frutos (45 a 120kg. de frutos).
Fonte: www.seagri.ba.gov.br
Advertência

A carambola ganhou destaque não por seu aroma delicioso, sabor característico, beleza exótica, ou por suas qualidades nutricionais, mas sim pela sua proibição decretada por lei a todos os portadores de insuficiência renal seja em tratamento conservador ou dialítico.o motivo é a presença de um composto neurotóxico (que atua no sistema nervoso) na fruta que provoca intoxicação a este grupo de pessoas.

Um comentário:

  1. Oi, Lu!
    Parei de consumir carambola frequentemente por causa dessa propriedade de potencializar os problemas renais. Como não sei se tenho problemas renais, achei melhor deixar de consumir. No entanto, quem não tem problemas renais mas tem hiperglicemia, ela ajuda a baixar o nível glicêmico, de tal forma que, quem faz uso de insulina tem que ficar atento nas dosagens.
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar, esperamos que tenhas sido educado e cortês conosco.
Abraço

Lu Cidreira Fotos

Fale conosco

Marcadores

Carnes (52) Curiosidade gastronômica (33) Aves (24) Peixes e Frutos do Mar (24) Bolos (23) Massas (23) Doces e Sobremesas (21) Petiscos (21) Bebidas (18) Caldos e Sopas (17) Entradas (16) Aperitivo (15) Lanches (15) Saladas (14) Churrasco (13) Salgados (13) Saúde (13) Pães (12) Arroz (10) Drinks (10) Aacompanhamento (8) Carnes recheadas (8) Curiosidade (8) Sobremesas (8) Croquete (6) Ervas e especiarias (6) Pizza (6) Comunicado (5) Doces (5) Grelhados (5) Tortas (5) Arroz acompanhado (4) Biscoitos (4) Carne exótica (4) Condimento (4) Diet e light (4) Frango (4) Molhos (4) Salgados e Sobremesas (4) Sorvetes (4) Vinhos (4) Acompanhamento (3) Bacalhau (3) Comidas típicas (3) Estudos (3) Frutos (3) Licores (3) Queijo (3) Receitas para microondas (3) Sopas (3) Tira gosto (3) Avestruz (2) Bifes (2) Bombons (2) Carne sêca (2) Dicas (2) Dieta vegetariana (2) Farofa (2) Feijoada (2) Filé mignon (2) Grãos (2) História (2) Massas inatantânea (2) Pamonha (2) Principal (2) Sucos (2) Alertas (1) Aperetivos (1) Arrozdoce (1) Assados (1) Café (1) Canecas (1) Cararu (1) Carnes afrodisíaca (1) Charutinhos de repolho (1) Comida Árabe (1) Crepes (1) Curiosidades (1) Descontração (1) Dias comemorativos (1) Editorial (1) Etiqueta (1) Filé de Frango (1) Fondue (1) Frango recheado (1) Frutos do mar (1) Hortaliças (1) Informações (1) Informe pessoal (1) Lancha (1) Lasanha (1) Massas instantânea (1) Mensagem (1) Mensagem de Natal (1) Peixe assado (1) Peru recheado (1) Petiscos do humor (1) Picadinho de carne (1) Pudins (1) Receitas para o Natal (1) Risoto (1) Rocambole (1) Solidariedade (1) lucidreira (1)

Seguidores

Sustentabilidade

Afiliados Cursos 24 Horas - Ganhe Dinheiro com seu Site
Ganhe Dinheiro com seu Site no Sistema de Afiliados - Cursos 24 Horas

Vídeo não pode ser exibido.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Feed de inscrição

Inscriçoes do Feed Icon Subscribe in a reader Botões adicionar A
Share |
Botão G + Google+

Lu Cidreira no G+

Google+ Followers