Relogio

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

A história do macarrão

Adicionar legenda

Massas alimentícias

A origem do macarrão não está esclarecida ainda. Há registros de tipos de massas, que poderiam ter originado o macarrão, na história de várias civilizações antigas, como dos assírios e babilônicos.
Na versão mais comum, o macarrão teria sido trazido da China ao Ocidente por Marco Polo, no século XIII. Entretanto, em 1279, 16 anos antes do retorno de Marco Polo, foi registrada uma cesta de massas no inventário de um soldado genovês. A palavra macaronis, utilizada no inventário, seria derivada do verbo maccari, de um antigo dialeto da Sicília, que significa achatar.
Apesar da origem desconhecida do macarrão, é a partir do século XIII que o macarrão foi difundido pela Europa. Os italianos foram seus maiores difusores e consumidores, tanto que inventaram mais de 500 variedades. No entanto, o ancestral do espaguete foi um produto trazido pelos árabes para a Europa, também no século XIII. Eram tubos ocos compridos, de massa leve, que secavam enrolados em fios de palhas.
No século XVIII o espaguete ou spaguetti já era tão popular que os aristocratas ingleses eram capazes de viajar até Nápoles só para comer a massa, servida em barracas no meio da rua.
A palavra spaguetti significa barbante, e chegou ao Brasil, junto com outros tipos de massas, trazidos pelas primeiras famílias de imigrantes italianos.
A arte da massa é uma história de amor cotidiano. De tradição e costumes. Foram criados diferentes tipos e formatos de massas (muitas inusitadas), que exprimem toda essa paixão dos italianos pela "pasta". A arte da massa reflete a imaginação de cada região ou até de uma pequena aldeia na querida e "Velha Bota". Muitos especialistas no assunto afirmam que existem, no mínimo, 500 variedades entre tipos e formatos. 
Os costumes variam de Norte a Sul do país. A palavra "pasta" (massa dos italianos) vem do grego pastillos. Ela é citada nos textos do poeta Horácio, especialista em versos culinários. Há várias lendas que envolvem o surgimento da massa. Por volta do ano 1000 foi escrita a primeira receita "oficial" de massas no livro "De arte Coquinaria per vermicelli e maccaroni siciliani" (A arte de cozinharmacarrão e vermicelli sicilianos), de autoria de Martino Como. Há também quem diga que o mercador veneziano Marco Polo teria auxiliado na disseminação do uso do macarrão.

Uma história de amor

História do Macarrão
Segundo o livro I Museo Immaginario della Pasta, de Umberto Allemandi & C., a massa é tida como um elemento essencial na vida dos italianos. Uma reunião familiar tem que acabar em massa! A arquitetura da massa surgiu das infinitas criações caseiras, do talento cotidiano das "nonas" e da religiosidade de seu povo. Já a terra oferecia de melhor: os legumes dos mercados locais, os ovos, o peixe fresco comprado no cais do porto e os queijos típicos italianos. A "pasta" revela uma verdadeira história de amor dos italianos. Os italianos preza uma boa mesa, sobretudo aquela relacionada com o trigo e a costa mediterrânea".
História do Macarrão

O Mundo Festeja o Macarrão

Dia 25 de Outubro é festejado o Dia Mundial do Macarrão.
Nesta época, vários países (E.U.A., México ,Turquia, Itália, Alemanha, Venezuela e Brasil) organizam festas e eventos especiais, mostrando que o macarrão é um alimento universal e adaptável a qualquer região do planeta.
História do Macarrão
Esta data foi escolhida por fabricantes de macarrão de diversos países a partir do I Congresso Mundial de Pasta, em Roma, no ano de 1995, onde o macarrão foi mostrado como um produto amplamente consumido e adorado em todo mundo, portando mereceria uma data comemorativa em sua homenagem.
História do Macarrão
No Brasil, a Abima - Associação Brasileira da Indústria do Macarrão organiza, desde 1998, o evento Macarrão Gourmet Fashion.
MACARRÃO, O ALIMENTO MAIS CONHECIDO DO PLANETA
Sabe-se que o macarrão começou a ser preparado logo que o homem descobriu que podia moer alguns cereais, misturar com água e obter uma pasta cozida ou assada. É difícil dizer onde e quando isso aconteceu. Muitos foram os momentos que o macarrão esteve presente na alimentação humana e até os historiadores têm opiniões distintas entre si.
A história do macarrão se confunde com alguns fatos históricos que nos mostram a tragetória deste apreciado produto ao longo dos séculos.
Textos de civilizações antigas, relatam que os assírios e babilônios, por volta de 2.500 A.C., já conheciam um produto cozido à base de cereais e água. A primeira referência, e mais próxima ao Ocidente, do macarrão cozido está no Talmud de Jerusalém. O livro que traz as leis judaicas do Século V A.C. Em Roma, no Século VII A.C., comia-se uma papa de farinha cozida em água, chamada pultes.
Com legumes e carne era chamada de puls púnica. Com queijo fresco e mel, puls Julia. O macarrão teria chegado em Veneza em 1295 pelas mãos de Marco Polo, que acabara de chegar da China, onde passou 17 anos e teria conhecido o macarrão. Na sua bagagem, entre outras novidades, veio a receita de um prato feito com uma farinha extraída de arbusto de sagu que, depois de cozida, era cortada e seca.
Entretanto na Itália, em 1279, portanto antes do retorno de Marco Polo, foi registrada, entre outras coisas, no inventário que um tal de Ponzio Bastione deixava a família, uma "cesta de massas". A palavra utilizada no inventário era macaronis, que seria derivada do verbo maccari, de um antigo dialeto da Secília, que significa achatar que, por sua vez, vem do grego makar, que quer dizer sagrado. O termo macarrão foi usado na Idade Média para indicar vários tipos de massas.
História do Macarrão
História do Macarrão
Na ilha da Sicília o homem civilizado, pela primeira vez na história, aprendeu a fazer os maccaruni (combinações de trigo moído com água e um pouco de vinho branco).
A versão mais conhecida, sobre macarrão teria chegado ao ocidente pelas mãos de Marco Polo, mercador veneziano que visitou a China no século XIII. Tudo isso já ocorria por volta de 1100 e Marco Pólo só nasceria em 1254. Portanto, a lenda está desmistificada.
De que maneira então surgiu a lenda da descoberta do macarrão por Marco Polo na China? Para alguns historiadores, o episódio é fácil de ser explicado. Marco Polo era filho e sobrinho de poderosos comerciantes de Veneza. Aos 17 anos, portanto em 1271, Marco
Polo acompanhou o pai e o tio numa expedição ao Oriente. Em 1295, ele retorna a Veneza e começa a escrever suas memórias, intituladas "I Millione". Polo citou em um parágrafo sua empolgação por uma planta, o sagu, da qual os nativos de Fanfur faziam "mangiari di pasta assai e buoni" (comidas de massas suficientemente gostosas). No original do livro de Marco Polo não há a menor referência ao trigo e ao macarrão.
Entretanto, tempos depois Giambattista Ramusio, ao editar o livro do mercador de Veneza, decidiu em uma de suas partes explicar melhor o que seria a planta do sagu e no rodapé da página assim a definiu:
"Com tal produto se faz uma farinha limpa e trabalhada, que redunda em lasanhas e nas suas variedades, elogiadas e levadas pelo Polo à Veneza em suas malas". O editor, ao interpretar o livro de Marco Polo, modificou sua raiz ancestral. Transformou em chinês um produto que era legitimamente, autenticamente, verdadeiramente italiano.

Saúde

História do Macarrão
Açucares,Óleos e Doces 
Laticínios,Nozes,Aves,Peixes e Ovos 
Legumes,Vegetais e Frutas. 
Massas, Cereais, Pães, Raízes e Tubérculos.
As massas são a maneira "inteligente" de produzir energia. Além de deliciosas, versáteis, fáceis de preparar e digerir, quando acompanhadas de molhos leves têm baixas calorias.
História do Macarrão
A pirâmide alimentar separa os alimentos em energéticos , reguladores, construtores e energéticos extras. Esses alimentos devem ser consumidos em ordem decrescente, ou seja, devemos consumir em maior quantidade os energéticos, seguidos dos reguladores, dos construtores e por último os energéticos extras, de consumo limitado. Os alimentos energéticos são os responsáveis por gerar energia (combustível) para que nosso organismo possa realizar suas funções normais. Eles são os carboidratos complexos, como farinhas, pães, tubérculos, massas, cereais, trigo. Deve-se consumir 6 a 11 porções ao dia. Os reguladores - legumes, frutas e verduras - fornecem vitaminas, minerais e fibras. Deve-se consumir 3 a 5 porções de vegetais e 2 a 4 porções de frutas ao dia. Os construtores são os ricos em proteínas, como o leite e derivados, carnes, ovos e leguminosas, e são responsáveis pela construção dos novos tecidos, pelo crescimento e pela reparação do desgaste natural dos tecidos. Devem ser consumidas 2 a 3 porções de leite e derivados, e 2 a 3 porções de carne ou equivalentes ao dia. Dentre os energéticos extras, os açúcares e doces devem ser consumidos com moderação. As gorduras, por sua vez, são necessárias em uma quantidade mínima no organismo, pois realizam isolamento térmico, proteção contra choques e transporte de algumas vitaminas. A vantagem do uso da pirâmide alimentar é que se pode comer de tudo, sem enjoar da dieta, tornando os hábitos alimentares mais saudáveis. 
Carboidratos nas competições: pode ser consumido aproximadamente 100 gramas de alimentos a base de carboidrato três horas antes da competição. Trocando em miúdos, se o competidor comer um prato de macarrão antes da prova, o corpo ficará abastecido mais rapidamente. Para reabastecer o glicogênio - armazenada nos músculos e no fígado -, deve-se consumir qualquer tipo de carboidrato tão logo acabe a competição. A quantidade recomendada é de 40 a 60 gramas por hora durante as primeiras cinco horas depois do término da prova.
Fonte: www.psa.ind.br


Fonte de imagem: Google, Portal são Francisco; meramente ilustrativa.

2 comentários:

  1. Mama mia!
    Como é bom...
    Principalmente se for ao alho e óleo.
    Gostei de saber, sem poder comer... kakaka
    Beijão Lu.

    ResponderExcluir
  2. Um macarrão seja alho e óleo, ao molho branco ou ao molho de tomates ou simplesmente cozido com água e sal e qualquer molho por cima é bom demais.
    Mas... é uma pena! tambem não posso comer! de vez em quando arrisco! Bela postagem gastronômica!

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar, esperamos que tenhas sido educado e cortês conosco.
Abraço

Lu Cidreira Fotos

Fale conosco

Marcadores

Carnes (52) Curiosidade gastronômica (33) Aves (24) Peixes e Frutos do Mar (24) Bolos (23) Massas (23) Doces e Sobremesas (21) Petiscos (21) Bebidas (18) Caldos e Sopas (17) Entradas (16) Aperitivo (15) Lanches (15) Saladas (14) Churrasco (13) Salgados (13) Saúde (13) Pães (12) Arroz (10) Drinks (10) Aacompanhamento (8) Carnes recheadas (8) Curiosidade (8) Sobremesas (8) Croquete (6) Ervas e especiarias (6) Pizza (6) Comunicado (5) Doces (5) Grelhados (5) Tortas (5) Arroz acompanhado (4) Biscoitos (4) Carne exótica (4) Condimento (4) Diet e light (4) Frango (4) Molhos (4) Salgados e Sobremesas (4) Sorvetes (4) Vinhos (4) Acompanhamento (3) Bacalhau (3) Comidas típicas (3) Estudos (3) Frutos (3) Licores (3) Queijo (3) Receitas para microondas (3) Sopas (3) Tira gosto (3) Avestruz (2) Bifes (2) Bombons (2) Carne sêca (2) Dicas (2) Dieta vegetariana (2) Farofa (2) Feijoada (2) Filé mignon (2) Grãos (2) História (2) Massas inatantânea (2) Pamonha (2) Principal (2) Sucos (2) Alertas (1) Aperetivos (1) Arrozdoce (1) Assados (1) Café (1) Canecas (1) Cararu (1) Carnes afrodisíaca (1) Charutinhos de repolho (1) Comida Árabe (1) Crepes (1) Curiosidades (1) Descontração (1) Dias comemorativos (1) Editorial (1) Etiqueta (1) Filé de Frango (1) Fondue (1) Frango recheado (1) Frutos do mar (1) Hortaliças (1) Informações (1) Informe pessoal (1) Lancha (1) Lasanha (1) Massas instantânea (1) Mensagem (1) Mensagem de Natal (1) Peixe assado (1) Peru recheado (1) Petiscos do humor (1) Picadinho de carne (1) Pudins (1) Receitas para o Natal (1) Risoto (1) Rocambole (1) Solidariedade (1) lucidreira (1)

Seguidores

Sustentabilidade

Afiliados Cursos 24 Horas - Ganhe Dinheiro com seu Site
Ganhe Dinheiro com seu Site no Sistema de Afiliados - Cursos 24 Horas

Vídeo não pode ser exibido.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Feed de inscrição

Inscriçoes do Feed Icon Subscribe in a reader Botões adicionar A
Share |
Botão G + Google+

Lu Cidreira no G+

Google+ Followers